Últimas Notícias

Paraná tem chuvas regulares e acima da média em março, aponta Simepar

Choveu muito no Paraná no mês de março, aponta Simepar. Foto: Gilson Abreu/AEN 

Para fazer valer a canção de que as águas de março fecham o verão, choveu muito no Paraná no mês passado. Um levantamento do Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) em 11 estações meteorológicas revela que em todas as cidades nas quais estão localizadas o índice pluviométrico ficou acima da média história para o período. Em alguns casos, como Maringá (203%), Londrina (157%), Pato Branco (150%), Guarapuava (121%) e Foz do Iguaçu (120%), a precipitação acumulada em milímetros (mm) mais do que dobrou. 

Situação bem diferente a do ano passado. Março de 2021 foi caracterizado por chuvas irregulares em todo o Estado, com a maioria das cidades finalizando o mês com precipitações abaixo do esperado. O fim da estiagem permitiu ao Paraná sair de uma longa crise hídrica – foram mais de dois anos em situação de calamidade.

Leia também: Ricardo Maia deixa cargo no Governo do Paraná para ser pré-candidato a deputado

“O volume de chuvas em março deste ano foi bastante bom em todas as regiões do Paraná, com destaque para o Norte, extremo Oeste e Sul, com precipitações significativas. Esse regime de chuvas caracterizou março como o mês da recuperação em razão do déficit acumulado em meses anteriores”, avaliou o meteorologista do Simepar, Fernando Mendes.

Em Curitiba o volume também ficou consideravelmente acima da média. Choveu em março na Capital 203,2 mm ante uma expectativa de 128,1 mm, reforço de 58%. Em 2021, o volume acumulado no mesmo período foi de apenas 107 mm. “Isso é muito importante e significativo”, disse Mendes. Segundo a Sanepar, o Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba aponta que o nível geral dos reservatórios está em 86,78%.

Leia também: CTA de Maringá entrega autotestes de HIV e realizará testes rápidos de outras doenças

Os dados do Simepar mostram, ainda, que em Antonina choveu 296,8 mm (4% acima do esperado), Francisco Beltrão 244,2 mm (37%), Campo Mourão 196,2 mm (38%), Guaratuba 398,8 mm (41%), e Cascavel 188,8 mm (50%).

ABRIL – A previsão para abril é de instabilidade, com a queda gradativa da temperatura com a entrada do outono. Uma nova frente fria está prevista para chegar ao Sul do Brasil na próxima semana, com indicativo de temporais em algumas regiões. As chuvas devem ficar dentro da média histórica para o período.

Confira os volumes mais expressivos de chuva em março:



Nenhum comentário