Últimas Notícias

Governo do Paraná libera R$ 6,6 milhões para entidades que atendem crianças e adolescentes

Governo do Estado liberou R$ 6,6 milhões para entidades que atendem crianças e adolescentes 

O Governo do Estado liberou R$ 6,6 milhões deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca) a Organizações da Sociedade Civil (OSC’s) para atendimento a esse público. Os recursos são parte dos R$ 62 milhões aprovados pelo Conselho para contemplar 257 entidades que atuam em parceria com o Governo.

Essa parcela estava prevista para 2022 e está sendo adiantada para ações desenvolvidas por parte das entidades que atuam na área de saúde e no enfrentamento à violência.

“Precisamos dar urgência ao atendimento às crianças e aos adolescentes do Paraná que sofreram durante a pandemia. As OSC’S são parceiras importantes do poder público porque elas fazem o atendimento na ponta e sabem das necessidades mais imediatas”, afirmou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Ney Leprevost.

O edital de mais de R$ 62 milhões é o maior da história do Paraná destinado a organizações que trabalham com a infância. “O trabalho dessas entidades é incansável e o nosso reconhecimento é o esforço para que elas continuem prestando os serviços”, afirmou a presidente do Cedca e chefe do Departamento de Políticas para as Crianças e Adolescentes, Angela Mendonça.

Os R$ 62 milhões são oriundos do Fundo da Infância e da Adolescência (FIA) e destinados a diferentes programas de proteção e desenvolvimento da infância. Serão atendidas entidades que apresentaram projetos em sete eixos: saúde, educação, assistência, esporte, lazer, convivência comunitária e enfrentamento às violências.

SAÚDE – Uma das entidades beneficiadas é a Liga Paranaense de Combate ao Câncer, que atende os hospitais Erasto Gaertner e Erastinho, contemplada com R$ 1,826 milhão.

“Este é um exemplo de gestão competente e humana que sabe investir o dinheiro público em prol de quem mais precisa. O governador Ratinho Junior recebe toda a gratidão das nossas voluntárias pelo bem que estão fazendo às famílias que lutam contra o câncer”, disse a presidente da Rede Feminina, Ângela Zanlorenzi.

A Associação Hospitalar de Proteção à Infância Dr. Raul Carneiro, responsável pelo hospital Pequeno Príncipe, recebeu R$ 645 mil para dois projetos.

Nenhum comentário