Últimas Notícias

Gilclér Regina: Passado, presente e futuro. Onde você vive?

Reflexão: Mude com as mudanças. Ninguém deve se envergonhar por descobrir ter errado a vida inteira. Isso significa que está hoje mais madura e mais inteligente do que ontem

Por Gilclér Regina

Uma pessoa que acredite estar sempre certa, com as respostas prontas para tudo desde a infância, geralmente vive no presente usando experiências do passado, e acaba ficando cega para tudo, até para a sua autoestima. Todo mundo há de concordar que o tempo voa, passa cada vez mais rápido e quando se vê é mais um aniversário, mais um Natal e tudo outra vez e ainda mais acelerado. E o que estamos fazendo com nosso precioso tempo? 

Estar onde os pés estão é estar presente. É ter isso como uma espécie de padrão, para que toda vez que você viaje na hora errada, você consiga voltar para curtir o seu momento e viver o presente. Estar no trabalho pensando na sexta-feira, no filho, no jogo de futebol, no bar e em qualquer coisa menos no trabalho. Provavelmente gera menos foco e produtividade e quem sabe mais horas trabalhadas para obter o mesmo resultado que seu colega do lado. E, mais frustração ou insatisfação, porque seu pensamento não está onde seus pés estão. Igualmente a chegar em casa e não se conectar com o marido, esposa, filhos e já ligar o computador para continuar trabalhando. Ou em pensamento ficar com as atividades do dia que não foram resolvidas incomodando e atrapalhando a brincadeira com as crianças, o jantar em família, a conversa e a escuta ativa. 

Participar de um curso ou treinamento pensando que queria estar em casa, ou na praia ou mesmo na empresa ao invés de perder tempo. Esquecemos de considerar que já estamos lá, e o melhor que podemos fazer por nós e por quem divide o espaço, tempo e experiências conosco é entrar em campo. Sim, entrar em campo e jogar o jogo. O que de pior pode acontecer? Quem consegue estar presente de fato, ou se esforça para voltar e se manter neste estágio a maior parte do tempo, aproveita melhor sua jornada. Certezas que nunca mudam podem ser somente uma demonstração de que não estamos atentos ao que a vida nos diz. 

Julgar as situações de hoje com as réguas do passado é o mesmo que julgar pessoas diferentes, como se fossem os mesmos réus, em um tribunal que existe apenas em nossa mente. Se for verdade o ditado que diz “gato escaldado tem medo de água fria”, é ainda mais verdadeiro que “você, escaldado, tem medo de qualquer coisa que pareça com água”. Se você fez até hoje as coisas de um modo, mas descobriu que era o jeito errado, então BASTA FAZER AS COISAS DE MANEIRA DIFERENTE. 

Não há vergonha alguma em mudar de ideia. Vergonha é continuar fazendo burradas (me desculpem o termo aos animaizinhos) e desperdiçando momentos mágicos somente por causa dos medos do passado. Os ratos, colocados em um labirinto, aprendem rapidamente onde está o queijo. Se você tirar o queijo, eles desistem depois de algumas tentativas. Sabe qual a diferença entre homens e ratos? 

Os ratos desistem. Se você está no trabalho pensando na sexta-feira, na cerveja, no filho, no jogo de futebol, no bar ou em qualquer coisa menos no trabalho, provavelmente gera menos foco e produtividade e quem sabe mais horas trabalhadas para obter o mesmo resultado que seu colega do lado. Igualmente chegar em casa e não se conectar com o marido, com a esposa, com os filhos e já ligar o computador para continuar trabalhando. Ou em pensamento ficar com as atividades do dia que não foram resolvidas incomodando-se com a brincadeira das crianças, atrapalhando o jantar em família, a conversa... bem, um prato cheio da ANSIEDADE, asfaltando a estrada da DEPRESSÃO, creia nisso. Participar de um curso ou treinamento pensando que queria estar em casa, ou na praia ou mesmo na empresa ao invés de perder tempo. 

Esquecemos de considerar que já estamos lá, e o melhor que podemos fazer por nós e por quem divide o espaço, tempo e experiências conosco é ENTRAR EM CAMPO. Entrar em campo e jogar o jogo. Também tem a ver com um olhar e sentimento de gratidão. Quando somos gratos, conseguimos ver melhor as coisas e as pessoas e aproveitar melhor o momento. Isso é gratidão pelo passado, pelo que construiu ou fez ou viveu. Mas o melhor tempo e único tempo da vida é o PRESENTE. Carpe Diem: aproveite o dia. Aproveite ao máximo o agora, o presente. Também tem a ver com um olhar e sentimento de gratidão. 

Quando somos gratos, conseguimos ver melhor as coisas e as pessoas e aproveitar melhor o momento. Ver a vida como uma oportunidade que se renova cada vez que acordamos e abrimos os olhos novamente. Gratidão pelo jantar em família, pelo sorriso do filho, pelo emprego, pelas amizades verdadeiras, pela saúde daqueles que você ama, pelos desafios que nos fazem crescer. A gratidão nos permite exercitar a presença e valorizar as pessoas e acontecimentos hoje. 

Quem vive pensando sempre à frente, na melhor das hipóteses é um sonhador. Mas, o mais provável é que seja mais um ansioso de plantão e sofra com isso. Ficam pensando e sentindo coisas que são criadas pela mente e nem se sabe se vão acontecer, ou ligados no passado, perdendo tempo com o que não pode ser mudado e em muitos casos pode levar a depressão. 

Cuidar da nossa mente para que ela nos acompanhe no hoje, honrando e respeitando nosso passado e contribuindo para construção de nosso futuro. Com sabedoria, com presença, com amor e com vida: esteja onde seus pés estão. Finalizando, você poderia perguntar se eu tenho os pés no chão e a cabeça nas estrelas, não estou sonhando com o FUTURO? Claro que sim. Mas com a visão de que o FUTURO é o PRESENTE que eu quero viver os meus dias. Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Gilclér Regina palestrante de sucesso, escritor com vários livros, CDs e DVDs que já venderam milhões de cópias e exemplares no Brasil, América, Ásia e Europa. Clientes como General Motors, Basf, Bayer, Banco do Brasil, Grupo Silvio Santos, entre outros... compram suas palestras. Experiências no Japão, Portugal, Estados Unidos, entre outros países... 5000 palestras realizadas no país e exterior. Atualmente no top 10 dos livros mais vendidos no ranking do Google.




Nenhum comentário