Últimas Notícias

Ao vivo - Presidente faz discurso na Assembleia Geral das Nações Unidas

O presidente Jair Bolsonaro faz, hoje (21), o discurso de abertura da sessão de debates da 76ª Assembleia Geral das Nações Unidas, em Nova York, nos Estados Unidos. Em sua fala, ele aborda os temas do combate à pandemia de covid-19 e meio ambiente.

Cabe ao presidente do Brasil fazer o discurso de abertura do evento, seguido do presidente dos Estados Unidos. A tradição vem desde os primórdios das Nações Unidas, quando o diplomata Oswaldo Aranha, então chefe da delegação brasileira, presidiu a Assembleia Geral, em 1947.

Para esta terça-feira, estão previstas mais de 100 intervenções dos chefes de Estado e de governo. O evento começou no último dia 14 e, desde então, estão acontecendo reuniões, conferências e encontros paralelos. O tema desde ano é “Construindo resiliência por meio da esperança - para se recuperar da covid-19, reconstruir de forma sustentável, responder às necessidades do planeta, respeitar os direitos das pessoas e revitalizar as Nações Unidas”.

Em 2020, devido à pandemia de covid-19, o evento foi virtual. Neste ano, o modelo adotado é o híbrido, com declarações presenciais e por vídeo.

Bolsonaro e a comitiva presidencial viajaram para os Estados Unidos no domingo (19). Ontem (20), ele se reuniu com o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, e, à noite, participou de uma recepção oferecida pela representação permanente do Brasil junto às Nações Unidas.

Antes do discurso desta terça-feira, Bolsonaro teve encontro com o presidente da Polônia, Andrzej Duda, e com o secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres. A previsão é que o presidente embarque ainda hoje de volta ao Brasil.

Discursos na Assembleia Geral da ONU, segundo a programação mais recente:


Jair Bolsonaro, presidente do Brasil

Joe Biden, presidente dos EUA

Ibrahim Mohamed Solih, presidente das Maldivas

Iván Duque, presidente da Colômbia

Sheikh Tamim bin Hamad Al Thani, emir do Qatar

Zuzana Čaputová, presidente da Eslováquia (pré-gravado)

Marcelo Rebelo de Sousa, presidente de Portugal

Sadyr Zhaparov, presidente do Quirguistão (pré-gravado)

Gitanas Nausėda, presidente da Lituânia

Shavkat Mirziyoyev, presidente do Uzbequistão (pré-gravado)

Félix-Antoine Tshisekedi Tshilombo, presidente da República Democrática do Congo

Seyyed Ebrahim Raisi, presidente do Irã (pré-gravado)

Sebastián Piñera, presidente do Chile (pré-gravado)

Moon Jae-in, presidente da Coreia do Sul

Recep Tayyip Erdoğan, presidente da Turquia

Guy Parmelin, presidente da Suíça

Xi Jinping, presidente da China (pré-gravado)

Depois, haverá um intervalo.

Nenhum comentário