Últimas Notícias

Paraná e Ministério da Justiça discutem novas ações integradas

Paraná e Ministério da Justiça discutem novas ações integradas. Curitiba, 09/08/2021 - Foto: SESP-PR

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (Sesp) recebeu nesta segunda-feira (9) o secretário de Operações Integradas (Seopi) do Ministério da Justiça, Alfredo de Souza Lima Coelho Carrijo. O objetivo da visita foi conhecer a estrutura da pasta e fazer uma reunião técnica para reforçar a integração com o Paraná. A reunião também foi acompanhada pelos gestores das forças de segurança do Estado.

“A Secretaria da Segurança está atenta às mudanças e às ações que são necessárias para termos um fluxo de trabalho equilibrado. Por isso é importante essa troca de expertise, conhecimento da logística e integração com o Ministério da Justiça para avançarmos na melhoria da segurança e dar pronta resposta à sociedade”, destacou o secretário da pasta, Romulo Marinho Soares. “Nós estamos sempre dispostos a colaborar, mas também precisamos de amparo, é um ganho a ganho”.

Para Carrijo, a visita reforçou a integração entre a Secretaria e o Ministério da Justiça, pois é uma oportunidade para ouvir as sugestões e críticas das forças de segurança. Importante modelo de discussão de temáticas relacionadas à segurança, possibilita às instituições adiantarem-se com ações, além de manter um foro permanente de discussão unindo o que há de melhor na segurança.

“Esse viés de integração da Seopi vem desde a sua criação e os resultados falam por si, são vistos pelos números de prisões e apreensões, não só para o órgão federal, mas para os estados”, disse Carrijo. “A integração entre os órgãos é um caminho sem volta, que nós esperamos que fique cada vez mais forte”.

Paraná e Ministério da Justiça discutem novas ações integradas. Curitiba, 09/08/2021 - Foto: SESP-PR

Durante a reunião, além de tratativas sobre as operações já em andamento no Paraná, de forma integrada, entre elas a Operação Vigia, as autoridades discutiram ações futuras promovidas pelo Ministério da Justiça, que incluem planejamento e atuação no combate ao crime organizado, além de ações contra o desmatamento e crimes ambientais, com intuito de trazer resultados positivos e dar pronta resposta à sociedade.

O diretor de Operações da Seopi, Jerry Antunes de Oliveira, falou sobre a importância da parceria dos Estados e destacou a colaboração do Paraná na integração e nas ações promovidas pelo governo federal em prol da segurança pública.

“O nosso foco é trazer soluções para que cada estado possa se adequar, dentro de suas condições para alcançar resultados nas ações do Ministério da Justiça para combater o crime organizado. No entanto, não podemos estar isolados. As forças de segurança precisam estar integradas para identificar e combater o crime como um todo. E o Paraná tem sido um grande parceiro, tem nos ajudado nestas ações”, afirmou Oliveira.

Também foram apresentadas as ações em andamento no Paraná, de forma integrada com o Ministério da Justiça e com a Polícia Federal, além de sugestões dos gestores de segurança do Estado sobre o que pode ser feito para intensificar a integração com a Seopi e, consequentemente, a segurança no Estado.

Paraná e Ministério da Justiça discutem novas ações integradas. Curitiba, 09/08/2021 - Foto: SESP-PR

SEOPI – A Secretaria de Operações Integradas é um órgão federal vinculado ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, que tem função operacional, cuja finalidade é gerir as questões relacionadas às fronteiras, ao crime organizado e voltadas à integração entre as forças policiais estaduais e federais.

"A Secretaria está há dois anos e meio em operação e ainda existem lacunas que, aos poucos, vamos preenchendo. Por isso, precisamos ouvir os estados para que possamos alcançar resultados. A nossa prioridade é a melhoria para a segurança", destacou o diretor Oliveira.

PRESENÇAS – Também participaram da reunião o delegado regional de combate à corrupção e ao crime organizado da Polícia Federal, Mozart Person Fuchs; o representante da Superintendência Estadual da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Alexandre Gaioski; o diretor-geral da Sesp, João Alfredo Zampieri; o delegado-geral da Polícia Civil, Silvio Jacob Rockembach; o subcomandante-geral da PM, coronel Rui Noé Barroso Torres; o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Gerson Gross; o diretor-geral da Polícia Científica, Luiz Rodrigo Grochocki; o diretor do Depen, Francisco Alberto Caricati; a chefe de gabinete da Sesp, delegada Luciana de Novaes; o assessor militar da Sesp, coronel Adilson Luiz Correa dos Santos; o assessor civil da Sesp, delegado Vinicius Augusto de Carvalho; e o diretor do Departamento de Inteligência do Paraná, delegado Sivanei Almeida Gomes.

Nenhum comentário