Últimas Notícias

Francisco Maximiano, nega favorecimento de Ricardo Barros à empresa Precisa Medicamentos

CPI da Pandemia ouviu, nesta quinta-feira (19), o dono da Precisa Medicamentos, Francisco Maximiano

Francisco Maximiano, dono da Precisa Medicamentos

O dono da Precisa Medicamentos afirmou que a Medida Provisória (MP) 1.026/2021, sugerida pelo deputado Ricardo Barros (PP-PR) para que houvesse um aproveitamento da aprovação da autoridade sanitária da Índia pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que tornava a Covaxin elegível também era de interesse da empresa.

No entanto, Francisco Maximiano descartou (negou) que houvesse qualquer contato prévio com Ricardo Barros ou outro para essa inclusão e que o interesse era geral.

Francisco Maximiano não respondeu a diversas questões feitas pelo senador Renan Calheiros (MDB-AL) no início de sua oitiva. 

Nenhum comentário