Últimas Notícias

Diante de várias manifestações populares Câmara adia segunda votação do Conselho Municipal LGBTI+

Câmara adia segunda votação do Conselho Municipal LGBTI+ por quatro sessões consecutivas

Após pressão popular, segunda votação do projeto que cria o Conselho Municipal de Direitos LGBTI+ foi retirado da pauta por quatro sessões e retornará no começo de setembro.

Na sessão ordinária desta quinta-feira (19), o plenário da Câmara Municipal de Maringá retirou, por quatro sessões consecutivas, o projeto de lei 16.058/2021 que cria, estabelece a composição e estruturação do Conselho Municipal de Direitos LGBTI+, de autoria do Executivo. 

O projeto seria votado em segunda discussão e recebeu 22 emendas. Pessoas contra e a favor da proposta compareceram ao Legislativo e se manifestaram a cada fala dos vereadores. 

Com a retirada de pauta, o projeto retornará à votação no dia 02 de setembro, quinta-feira.

Nas redes socias o projeto recebeu inúmeras críticas, movimentos conservadores são contra a criação do conselho voltado ao público LGBTI+ e pedem mais direitos para as famílias tradicionais e religiosas.

Se for aprovado em definitivo, na segunda votação, o Conselho terá a função de deliberar sobre políticas públicas voltadas ao público LGBT. 


Nenhum comentário