Últimas Notícias

Chove bastante nesta terça, 27, no Paraná anunciando a chegada de uma intensa massa de ar frio e seco de origem polar

Divulgação

Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná - SIMEPAR, nesta terça-feira, 27, o deslocamento de uma frente fria sobre o sul do país, muda o tempo também no Paraná. Ao longo do dia, o avanço deste sistema frontal (frente fria), favorece a ocorrência de chuvas que poderão vir acompanhadas de algumas descarga atmosféricas e rajadas de ventos de intensidade moderada a forte. Com o ingresso do ar mais frio e seco na retaguarda da frente fria, espera-se o declínio mais acentuado de temperaturas.

Na quarta-feira, 28, algumas chuvas isoladas ainda poderão ocorrer, principalmente entre os setores mais ao norte e leste do Estado. Além disso, o estabelecimento de uma massa de ar frio e seco, favorecerá o declínio acentuado das temperaturas em todas as regiões do Paraná. As condições atmosféricas também serão favoráveis para a ocorrência de geadas.

Alerta de Geada

Na madrugada desta quarta-feira ainda são previstos chuviscos ocasionais no Leste e no extremo norte do Paraná por causa da passagem da frente fria, contudo o destaque será a mudança brusca da temperatura do ar devido a chegada de uma intensa massa de ar frio e seco (de origem polar), que vai causar o declínio muito acentuado da temperatura, primeiramente nas regiões de fronteira com o Paraguai e a Argentina e divisa com Santa Catarina. Até a noite o anticiclone frio atinge todas as regiões do Paraná.

Previsão do Tempo com Francisco de Assis Diniz - Meteorologista do INMET

INMET publica aviso iniciando em: 27/07/2021 12:00. Risco à saúde. Declínio maior que 5ºC.


Nota oficial do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento

Está mantida a previsão de frio intenso entre os dias 28/07 e 1° de agosto para as Regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e sul da Região Norte do Brasil, com a incursão de uma nova e intensa Onda de Frio.

Panorama geral:

Com as atualizações dos principais modelos numéricos de previsão do tempo de hoje (26) e as análises dos Meteorologistas do Sistema Nacional de Meteorologia (SNM), persiste a previsão de que a partir de amanhã (27) as temperaturas entrem em declínio acentuado no Rio Grande do Sul. Com o deslocamento da frente fria, a chuva ainda está prevista para os três estados da Região Sul até amanhã (27) e também deverá atingir o sul do Mato Grosso do Sul; posteriormente no dia 28 (quarta-feira), deverá ocorrer no Sudeste (leste de São Paulo com maiores volumes), sul de Minas Gerais, e na sequência, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Ainda no dia 28 (quarta-feira), a presença de um ciclone extratropical no Oceano Atlântico, intensificará os ventos no litoral da Região Sul e também favorecerá a incursão de umidade nas serras Gaúcha e Catarinense. A combinação de umidade com o ar frio, poderá favorecer à ocorrência de chuva congelada e/ou queda de neve nas áreas de maior altitude.

Persiste a previsão que, além da Região Sul, entre os dias 28 e 31/07, o ar frio predominará por toda a Região Sudeste, Centro-Oeste e sudoeste da Amazônia Legal, ocasionando mais um episódio de Friagem. Já no período de 30/07 a 01/08, o ar frio deverá avançar também pelo sul da Bahia e partes do interior da Região Nordeste (declínios de temperaturas entre 6ºC e 4°C, especialmente nas áreas de maior altitude).

Destaques:

  • Persiste a chance de mais um evento de queda de neve nas Serras Gaúcha e Catarinense, de forma fraca e bem isolada entre os dias 28 e 29 (quarta e quinta-feira); não se descarta chuva congelada e ou neve na serra do Sudeste no Rio Grande do Sul;

  • A persistência de dias consecutivos com temperaturas mínimas negativas nas áreas de maior altitude da Região Sul (entre -6°C e -8°C) e temperaturas máximas abaixo de 10°C entre os dias 28 e 31/07, continua sendo o grande diferencial dessa massa de ar frio;

  • Para o Sudeste, os dias mais críticos em termos de menores temperaturas, mínimas e máximas, serão os dias 29 e 30/07 (mínimas entre -2°C e -5°C na Serra da Mantiqueira, divisa entre São Paulo e Minas Gerais e máximas abaixo de 15°C em parte da região, especialmente nas regiões metropolitanas de São Paulo e Belo Horizonte); também são previstas temperaturas negativas no sul do Mato Grosso do Sul e no sudeste de São Paulo;

  • Por fim, no que se refere às geadas, já há indícios de ocorrências pontuais na região da Campanha Gaúcha, bem na fronteira com o Uruguai, na madrugada do dia 27 (terça-feira). Já na madrugada do dia 28 (quarta-feira), de acordo com a previsão do modelo regional WRF 5km (Figura 2), há previsão de geadas amplas, que podem chegar à forte intensidade em algumas áreas, em todo interior do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, além do sul e sudoeste do Paraná e, com menores chances, de forma mais pontual e de menor intensidade, entre o noroeste do Paraná e o extremo sul do Mato Grosso do Sul;

  • No dia 29/07, há previsão de geada ampla em praticamente toda a Região Sul, sul do Mato Grosso do Sul e sudeste de São Paulo (com intensidade variando de moderada a forte). Também não se descarta episódio pontual de chuva congelada nas áreas de maior altitude da Serra da Mantiqueira (divisa entre São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro - região de Itatiaia);

  • Já no dia 30/07 a previsão de geada se entende para todo o estado de São Paulo, sul, Campo das Vertentes, oeste, Triângulo e Alto Paranaíba em Minas Gerais (área de divisa com São Paulo - Serra da Mantiqueira, poderão ter intensidade moderada a forte). Também poderá ocorrer de forma mais isolada no sul de Goiás.
    • Veja Nota Completa AQUI.

    Nenhum comentário