Últimas Notícias

Mais uma vez, Juiz Londrinense decreta prisão de Boca Aberta por fazer blitz da saúde e pegar médicos dormindo na UPA

 

Divulgação

Juiz da Vara de Execuções Penais de Londrina Dr. Katsujo Nakadomari, no norte do Paraná, expediu mais um mandado de prisão contra o Deputado Federal Boca Aberta (Pros) pelo Art. 42, CAPUT, I, Lei 3688/41 - Lei das Contravenções Penais. Motivo, por perturbação do sossego, por flagrar médicos dormindo no plantão e outros em plantões particulares da UNIMED quando deveria estar atendendo na UPA. Acórdão e/ou sentença condenatória, transitada em julgado, a ser cumprida no regime Semiaberto, pelo prazo de 0 ano(s), 0 mês(es) e 22 dia(s).


Antes, Boca Aberta já havia sido condenado a 17 dias de prisão em regime semiaberto por perturbação de sossego. O documento foi expedido pela Justiça no dia 15 de janeiro.

A condenação é referente a uma Blitz da Saúde na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Jardim do Sol realizada pelo Deputado na época como vereador de Londrina, onde ele pegou em fragrante os mal médicos que estavam em escalas do atendimento na UPA, visto ainda que os médicos plantonistas estariam trabalhando em outros consultórios particulares ao mesmo tempo, alguns até estariam trabalhando a mais de 24 horas, coisa que em hipótese alguma uma pessoa conseguiria trabalhar todo esse tempo sem descansar. Tudo isso aconteceu em janeiro de 2017, na qual o ex-vereador estava envolvido.

 

À época, Boca Aberta chegou a ser levado para a delegacia. Ele afirmou que tinha recebido denúncias de usuários sobre problemas no atendimento.

A denúncia feita pelo Ministério Público se refere a "blitz da saúde" que o então vereador fez nos dias 5 e 6 de janeiro de 2017. Boca aberta foi à UPA acompanhado do filho, alegando ter recebido denúncia de pacientes de que não havia médicos. Mesmo com a recusa de médicos e enfermeiros, eles entraram na unidade e filmaram os profissionais de saúde.

Diz o Deputado Boca Aberta "Prefiro ser preso por pegando medico dormindo na UPAs e rachando cesta básica, caixa de leite e fralda com o povo, do que ser preso roubando o dinheiro do povo."

Com a decisão, ele cumpriu algumas medidas impostas pela Justiça, como ficar em casa das 21h às 6h. Além disso, ele está proibido de entrar em qualquer unidade de saúde do município com o intuito de fiscalizar os trabalhos.

Fonte: Veja Paraná



Um comentário:

  1. E praticamente o poste michando no cachorro,o depitado ser preso por que tava acordando um médico para trabalhar em seu Platão

    ResponderExcluir