Últimas Notícias

Saque do FGTS Emergencial terá nova rodada em 2021? Saiba Já!

Fonte: Google

O saque emergencial foi liberado aos trabalhadores em 2020 como medida de contenção aos impactos da pandemia. Os trabalhadores estão na expectativa da liberação da nova rodada de saque emergencial do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) em 2021. 

No saque emergencial do FGTS de 2020, todos os trabalhadores com saldo disponível em conta puderam realizar o saque de até um salário mínimo. O que representou apoio para mais de sessenta milhões de brasileiros que conseguiram movimentar R$ 37 bilhões para a economia em 2020.

O que o saque emergencial do FGTS possibilita?

A medida que contribuiu com 60 milhões de trabalhadores é esperada também para este ano, tendo em vista que o governo federal no final do ano passado já se movimentava interessado na liberação do saque este ano.

Além disso, o governo federal elaborou um plano de contingência para a possível segunda onda da pandemia no país, que veio de fato a acontecer. O plano continha uma série de medidas que iam desde medidas sem impacto fiscal até medidas que poderiam trazer grande impacto financeiro aos cofres públicos, como é o caso do auxílio emergencial.

Teremos saque emergencial?

Ainda no final de 2020, membros do Ministério da Cidadania divulgaram que iriam avaliar o cenário pandêmico do país nos primeiros dias do ano para viabilizar a liberação do saque emergencial em 2021.

Entretanto, de lá para cá, pouca movimentação politica a respeito do saque emergencial do Fundo de Garantia foi vista por parte do governo. Logo, desde o início do ano de fato a medida está parada, sem qualquer confirmação ou negativa de uma nova liberação.

Membros do governo ainda informaram existir uma reserva de saldo que não comprometeria liberar uma nova rodada de saques este ano, contudo, o Conselho Curador do FGTS, teme justamente pela preservação da sustentabilidade do fundo.

Visto que o FGTS enquanto retido nas contas do fundo, aguardando o saque dos trabalhadores em possível situação de demissão sem justa causa podem ser utilizados pelo governo para custear obras em diversos setores, como habitação, saneamento, etc.

Além disso, ao questionar a Caixa Econômica Federal que é a responsável por repassar os valores do FGTS aos trabalhadores, o banco informou que não há nenhuma informação relativa ao saque este ano.

Através das análises de comprometimento do FGTS bem como pela pouca articulação política com relação à liberação do saque emergencial em 2021, os trabalhadores podem acabar sendo surpreendidos negativamente com a possibilidade de a medida ser engavetada este ano.

No entanto, assim como não houve nenhuma confirmação, também não houve nenhuma negativa por parte do governo relativo à medida. Com isso, a melhor opção para o trabalhador é não contar com valores não confirmados de modo a evitar surpresas negativas relacionadas a vida financeira do cidadão.

Fonte: Jornal Contabil

Nenhum comentário