Últimas Notícias

Procon notifica distribuidoras de gás em Maringá

Foto: Mileny Melo/PMM

O Procon notificou 95 distribuidoras de gás em Maringá. Vistorias feitas entre a última sexta-feira (9) e ontem (12) analisaram a qualidade dos serviços e dos produtos comercializados para os consumidores da cidade. 

“Recebemos denúncias na Ouvidoria do município sobre as revendedoras de gás”, explica a coordenadora do Procon, Patrícia Parra. “Vamos analisar como está o segmento e se identificarmos algum problema, abriremos processo administrativo e verificaremos as sanções possíveis”. 
A notificação indica que as empresas apresentem dentro de dez dias o alvará de funcionamento. 

Durante as vistorias, os agentes analisaram as placas da Agência Nacional de Petróleo (ANP), sinalizações com preços dos produtos vendidos no estabelecimento, diferenças entre o preço do produto entregue e do mesmo sendo retirado no local, balança aferida pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para conferir os botijões de gás, disponibilização do Código de Defesa do Consumidor para os clientes e sinalização visível na loja com os contatos do Procon. 

As notificações foram entregues pessoalmente em visitas dos agentes do Procon nas lojas e também por carta. O órgão de defesa do consumidor também passou orientações sobre atendimentos aos clientes. 

O botijão do gás de cozinha - o Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) - de 13 quilos em Maringá está numa variação entre R$ 88 e R$ 97, segundo vistorias do Procon. Além do gás, é comum as distribuidoras venderem água mineral, produtos de conveniência, entre outros. 

QUALIDADE
As vistorias nas distribuidoras de gás fazem parte de uma série de ações do Procon maringaense visando o bom atendimento aos consumidores e a comercialização de produtos de qualidade com preços justos. Com isso, há vistorias em supermercados, nos postos de combustíveis, nos shoppings, entre outros estabelecimentos. Além de pesquisas de preços como da cesta básica, de pescados, de ovos de Páscoa, de combustíveis, entre outros.




Nenhum comentário