Últimas Notícias

Hospital de Maringá doa capacetes de oxigenação para 21 municípios

 Foto: divulgação UEM


O Hospital Universitário Regional de Maringá (HUM) doou até esta quarta-feira (31) 110 capacetes de oxigenação para 21 municípios de várias regiões do Paraná e do estado de São Paulo. O equipamento, que foi desenvolvido ano passado em uma parceria entre os departamentos de Física e Medicina da Universidade Estadual de Maringá (UEM), contribui para a recuperação de pacientes com Covid-19 que apresentam quadros de insuficiência respiratória de média gravidade.

O HUM, por meio da Associação dos Amigos do Hospital Universitário (AAHU), está financiando a confecção desses capacetes com as doações que recebe. Desta forma os aparelhos são fabricados por um valor inferior aos disponíveis no mercado. A solicitação pelo equipamento está em constante crescimento e a expectativa é aumentar a produção para atender toda essa demanda. 


De acordo com o secretário municipal de Saúde de Maringá, Marcelo Puzzi, os capacetes desenvolvidos pela UEM têm demonstrado excelentes resultados no tratamento da Covid-19. Conforme Puzzi, com a doação foi possível reduzir em torno de 40% a 60% a necessidade de pacientes serem intubados no Hospital Municipal (HM) e Upas.  “Estamos salvando vidas e diminuindo o número de pacientes intubados. O equipamento traz um conforto para o paciente, já que não precisa ser sedado e usar ventilação mecânica. Ele usa o capacete para suplementar a quantidade de oxigênio do ar ambiente, que é em torno de 21%, podendo ter uma melhora clínica e da saturação periférica, com aumento de até 70 a 80% de saturação, chegando a 100% em alguns casos”.

O Hospital Santa Casa de Dracena, que fica na região Oeste do estado de São Paulo, também foi contemplado com a doação dos capacetes. A coordenadora da ala Covid-19, Aline Damasceno de Avance, agradeceu ao HUM pela colaboração que, segundo ela, foi muito importante diante da situação vivenciada na cidade. Ela destaca que o uso do equipamento foi extremamente satisfatório, pois obtiveram resultados muito positivos. “Usamos em pacientes da enfermaria e UTI e tivemos melhora na saturação, além do superior conforto proporcionado em relação às máscaras de oxigênio convencionais, melhorando o quadro clínico do indivíduo”.

Além desses municípios, também receberam a doação: Santa Fé, Colorado, Umuarama, Arapongas, Ampére, Pato Branco, São João do Ivaí, Penápolis (SP), entre outros. Para solicitar o equipamento os municípios que fazem parte da 15° Regional de Saúde do Paraná devem entrar em contato com o órgão. As demais cidades podem procurar a AAHU para obter informações, por meio do site www.aahum.com.br 

Entre as vantagens confirmadas com o uso dos capacetes estão a manutenção dos níveis de saturação de oxigênio; sustentação de níveis de pressão dentro do dispositivo; os pacientes podem ser colocados em posição prona (de bruços) com segurança; maior conforto aos pacientes e comunicação com a equipe, podendo utilizar de dietas líquidas durante o uso.

Nenhum comentário