Últimas Notícias

Entenda os três projetos; Auxílio Emergencial Maringá de R$ 600 reais, renda extra de mil reais e suspensão de tributos como IPTU e ISS



O prefeito Ulisses Maia anunciou a criação de três programas emergenciais para apoio a pessoas em dificuldades devido à pandemia de Covid-19. 

O anúncio foi feito logo após o prefeito se reunir com o presidente da Câmara Municipal Mario Hossokawa e os vereadores Flávio Mantovani, Altamir da Lotérica, Bravin, Alex Chaves, Mário Verri, Professora Ana Lúcia, Maninho, Biazon, Onivaldo Barris, Sidnei Telles, Luiz Alves e Dr Manoel (PL).


O vereador Alex Chaves​, líder do governo municipal na Câmara de Maringá e integrante da Frente Parlamentar em Defesa do Emprego e Renda no Contexto da Pandemia explicou no programa 'Pinga Fogo na TV' como será os três projetos de auxílio emergencial.

O primeiro programa é o Auxílio Emergencial Maringá, que prevê o pagamento de R$ 600 reais, em 3 parcelas de R$200 mensais para pessoas em situação de vulnerabilidade. Esta ação pode vir a ser a base para o Programa Municipal de Renda Mínima que a Prefeitura está estudando.

O segundo programa é a instituição de uma renda extra de mil reais, em duas parcelas de R$500, para profissionais e empreendedores dos setores de eventos que estão há um ano sem remuneração devido à pandemia de Covid-19. 

O terceiro programa é a suspensão emergencial de tributos e taxas municipais, como IPTU e ISS. As dívidas dos contribuintes poderão ser pagas no segundo semestre, até seis meses após o vencimento sem juros no período. Os programas estão sendo regulamentados pela Prefeitura e pela recém-criada Frente Parlamentar em Defesa do Emprego e Renda no Contexto da Pandemia da Câmara Municipal. 

“Estamos terminando a regulamentação dos projetos de lei, em parceria com a Frente Parlamentar e queremos enviar para aprovação da Câmara até esta quinta-feira”, afirma o prefeito Ulisses Maia. 

A Frente Parlamentar é composta pelos vereadores Ana Lucia, Flavio Mantovani, Maninho, Alex Chaves e Onivaldo Barris.

Nenhum comentário