Últimas Notícias

Vai parar tudo? Funcionários da TCCC prometem Greve Geral para próxima segunda, 8 de fevereiro em Maringá e região


Cerca de 800 funcionários da TCCC que fazem o transporte na cidade de Maringá e região e da Cidade Verde, que fazem o transporte metropolitano, não receberam os salários integrais.

Os funcionários organizaram uma Greve Geral que deve acontecer na próxima segunda, 8 de fevereiro e prometem parar o transporte em Maringá, Sarandi, Paiçandu e outras cidades em que a empresa opera.

Com a pandemia o transporte coletivo em Maringá teve uma queda de 90% no número de passageiros e consequentemente os lucros da empresa caíram, além de várias multas aplicadas pela prefeitura agravando ainda mais o problema do transporte público na cidade e na região. 

Veja o vídeo com o apelo dos funcionários da TCCC:

Entenda o que aconteceu com a TCCC:

Em maio de 2020 a empresa entrou na Justiça alegando um déficit financeiro que se agravou com a pandemia. De acordo com a empresa, em 21 dias do mês de abril, o prejuízo acumulado foi de R$ 3.874.854.70. Isso porque a manutenção do sistema é cara e o volume de passageiros caiu 90%.

O TJ determinou na época que a Prefeitura de Maringá desse auxílio financeiro à TCCC para cobrir o rombo de aproximadamente 4 milhões.

A decisão do Tribunal de Justiça, em caráter liminar, exigindo que o município pague R$ 3,9 milhões à TCCC como auxílio emergencial irritou o prefeito Ulisses Maia.

A prefeitura achou que a Decisão da justiça sobre TCCC era inaceitável, e a queda de braço começou.

O município contestou a decisão e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) suspendeu a liminar do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) e a empresa Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) não recebeu os R$ 3,8 milhões para cobrir o rombo causado pela pandemia e pelos decretos que limitaram o funcionamento do transporte público.

No mesmo mês de maio no ano passado após realizar fiscalização no terminal urbano, o Procon de Maringá multou a empresa de Transporte Coletivo Cidade Canção em R$ 444 mil por irregularidades como lotação alegando possibilidade de disseminação da Covid-19.

No dia 10 de maio A Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) foi multada novamente pelo Procon de Maringá em R$ 462.962,96 por descumprimento de decretos municipais e do Código de Defesa do Consumidor.

Em 10 de junho de 2020 a empresa leva a terceira multa, A Transporte Coletivo Cidade Canção (TCCC) foi multada novamente pelo Procon de Maringá em R$ 462.962,96, por mais uma vez segundo o Procon, descumprir de decretos municipais e do Código de Defesa do Consumidor. Foi segunda multa aplicada contra empresa por esses motivos.

Com a retomada gradual das atividades econômicas, o volume de viagens aumentou, mas ainda não passa de 50%. Hoje o rombo financeiro na TCCC é de R$ 24 milhões e a empresa passa por dificuldades para pagar os funcionários.

Nenhum comentário