Últimas Notícias

Maringá não vai atender pacientes de cidades que não cumprem decreto do governo do Estado

O prefeito Ulisses Maia decidiu na tarde deste domingo, 28, que Maringá não vai atender pacientes de cidades que não estejam cumprindo o decreto do Governo do Estado e afrouxam medidas de combate ao Coronavírus. “Se o prefeito quer estar com sua cidade livre e com tudo funcionando, ele que arque com a responsabilidade de leitos”, frisou Maia.

Esta semana, durante as reuniões da Prefeitura com diversos setores da sociedade, um alerta de empresários e médicos foi de que não adiantaria somente Maringá ter decretos duros se as cidades da macrorregião não tivessem medidas de contenção ao Coronavírus. “A comunidade tem razão. Maringá não pode pagar a conta de outros municípios”, reage Ulisses Maia.

O prefeito pediu que as forças de segurança organizem barreiras nas principais entradas de Maringá. Há fortes indícios de que cidades como Sarandi, Cianorte, São Carlos do Ivaí e Mandaguari não estejam cobrando o respeito ao decreto do Governo. 

Ulisses Maia lembra que a sociedade aderiu ao “Pacto pela Vida”, uma campanha que une a todos em campanha de conscientização das consequências da Covid-19 e destaca o trabalho intenso do pessoal da saúde e também das forças de segurança, que têm se desdobrado para diminuir os reflexos da doença entre os maringaenses. 

“Essas pessoas que estão se sacrificando merecem respeito da nossa parte e das cidades vizinhas. Sei que os profissionais da saúde atendem a todos de forma igual, com o mesmo carinho e dedicação. Mas, os prefeitos da região têm que fazer a sua parte. Não podemos nos sacrificar mais”, enfatizou Ulisses Maia.

Um comentário: