Últimas Notícias

Início das aulas presenciais da Rede Municipal é adiado para 1º de março em Maringá

Estado de alerta

A Prefeitura de Maringá criou uma Força de Trabalho Emergencial que tem se reunido com frequência nos últimos dias para discutir o aumento e a gravidade nos casos de Covid-19 na cidade e no Estado do Paraná. Durante reunião virtual na noite desta terça, 16, o grupo, formado pelo prefeito Ulisses Maia; pelo vice, Edson Scabora; e vários secretários e diretores, tomou várias decisões. Uma delas é o adiamento, para 1º de março, do início das presenciais da rede pública municipal de ensino – incluindo escolas que compraram vagas do município. A deliberação sobre as aulas na rede particular é de responsabilidade do Núcleo Regional de Ensino. Assim, nesta quinta-feira, 18, as aulas começam de forma remota apenas.

“Nesta quarta-feira, pela manhã, vamos anunciar outras deliberações. Decidimos divulgar com antecedência esta decisão sobre o adiamento das aulas presenciais da rede municipal por respeito aos diretores, professores, pais e alunos que estão na expectativa do retorno às atividades. Mas, medidas têm que ser tomadas como prevenção. Nosso compromisso é com a vida dos maringaenses”, frisa o prefeito Ulisses Maia.

Diversas reuniões estão sendo agendadas para esta quarta-feira com setores da sociedade civil organizada no sentido de discutir medidas de prevenção ao Coronavírus e solicitar apoio da comunidade para minimizar ao máximo as consequências da doença.  Ulisses Maia tem mantido contato também com o governador Ratinho Junior. O prefeito tem frisado a importância de receber, do Governo Federal, novos lotes de vacina para Maringá e região.



Nenhum comentário