Últimas Notícias

Covid-19 | Prefeitura de Maringá intensifica força tarefa de fiscalização a partir desta quarta, 17

 

Fala do Secretário da Siacom, Marcos Cordiolli.

Em reunião que acontece na manhã desta quarta-feira, 17, no paço municipal de Maringá, com representantes de estabelecimentos e sistema de Saúde para tratar da falta de leitos em UTI nos hospitais particulares para pacientes diagnosticados com Covid-19, o Secretário da Siacom -Secretaria de Inovação, Aceleração Econômica, Turismo e Comunicação, Marcos Cordiolli, reafirma que a força tarefa de fiscalização foi intensificada a partir de hoje.

Marcos Cordiolli reforça que desde o início pandemia a Prefeitura de Maringá preparou a rede de Saúde para atender pacientes de Maringá e região e conclama a sociedade a ter postura ativa nas denúncias e patrulhamento das pessoas com pequenos descuidos.

O secretário destaque o descuido com o autocuidado e prevenção, como o uso de máscara. A Prefeitura de Maringá vai intensificar a fiscalização em festas clandestinas e solicita o apoio da população para cobrar e seguir as medidas de prevenção.


Durante a reunião a diretora do Hospital Universitário, Elisabete Mítico Kobayashi, declarou que fica mais tranquila com as medidas a serem tomadas pela Prefeitura em relação a conscientização da população. "Os descuidos diários fazem aumentar número de positivados e ocupação de leitos".


Também durante a reunião o secretário de Governo Hércules Kotsifas reforçou a importância de os hospitais suspenderem a cirurgias eletivas. O secretário faz apelo para os proprietários criar leitos de UTI e garante pagamento de recursos pelo Estado.


Antônio Carlos Figueiredo Nascimento, representante do Hospital Santa Rita, afirmou que o Hospital está à disposição para o que a Secretaria de Saúde necessitar.


Daoud Nasser, diretor presidente do Hospital e Maternidade Maringá afirmou que a divisão de responsabilidades é importante. Pede reforço da fiscalização envolvendo prefeitos da região, com auxílio do Judiciário.

Como medida para conter o aumente de casos de Covid-19 em Maringá, a prefeitura decidiu fazer o adiamento, para 1º de março, do início das presenciais da rede pública municipal de ensino. A decisão aconteceu durante reunião virtual na noite desta terça, 16, o grupo, formado pelo prefeito Ulisses Maia; pelo vice, Edson Scabora; e vários secretários e diretores, tomou outras várias decisões para conter o aumento e a gravidade nos casos de coronavírus na cidade.

Nenhum comentário