Últimas Notícias

Prefeitura de Maringá é obrigada a criar grupo de trabalho participativo após cobrança do CODEM e Câmara Municipal

Codem e Câmara de Vereadores cobram da Prefeitura a criação do Gabinete de Crise e finalmente este será instalado, para acompanhar os gastos da Prefeitura em meio a Pandemia.
Câmara Municipal de Maringá
CODEM – Conselho de Desenvolvimento Econômico de Maringá preocupado com a saúde da população e com os impactos sobre a economia do município diante das medidas de restrições de isolamento social por longo período causados pela da crise do coronavírus, enviou ofício no dia 31 de março para a Câmara Municipal de Maringá cobrando um posicionamento dos vereadores e a criação de um comitê participativo de gerenciamento da crise com a participação da sociedade em geral. Segundo o CODEM os impactos econômicos em Maringá podem causar recessão econômica, aumento do desemprego e fechamento de empresas. 
Atendendo as reivindicações do CODEM, os vereadores (no exercício da função fiscalizadora do executivo) protocolaram na Câmara Municipal de Maringá no dia 9 de abril, ofício enviado a prefeitura pedindo a instalação de um Gabinete de Crise Participativo de Combate ao Vírus e Fortalecimento do Comércio e Empregos Maringaenses, com a participação de representantes da Sociedade Civil, empresários, entidades religiosas, segmentos de classes e Câmara Municipal de Vereadores. 
A Prefeitura de Maringá acuada diante das cobranças do CODEM e Câmara Municipal, resolveu criar um Grupo de trabalhos com a participação da Secretaria de Saúde, da Procuradoria-Geral do Município, Conselho Municipal de Saúde, Observatório Social de Maringá, Câmara de Vereadores e Ministério Público para juntos fiscalizarem os processos de compra de produtos e serviços relacionados ao enfrentamento da pandemia do coronavírus. 
O Grupo de Trabalho que vai acompanha e fiscalizar os gastos da prefeitura, "agora já decretado estado de Calamidade Pública" na cidade, dispensando licitação, se propõe a tornar mais transparentes os procedimentos e gastos da gestão para a sociedade.
O CODEM e a Câmara Municipal exigem responsabilidade e ética na aplicação dos recursos públicos por parte da prefeitura frente ao cenário de crise da pandemia do coronavírus.




Nenhum comentário